Pular para o conteúdo

Verão: cuidados que o paciente renal deve ter no período

| News | Notícias locais

A estação mais quente do ano demanda uma série de cuidados com a saúde, principalmente, dos pacientes em diálise. Com a intensidade do calor no verão, os hábitos de hidratação e de alimentação podem ser impactados, por isso, necessitam de uma atenção redobrada para que não haja ingestão excessiva de líquidos.

Pontos de atenção na hidratação

Fabianny Calazans
, Nutricionista da Fresenius Perdizes (SP) e explica que cada paciente tem uma necessidade de hidratação diária diferente, portanto, é fundamental seguir a recomendação do nutricionista e/ou do médico. “No caso das pessoas que realizam hemodiálise, a Restrição Hídrica (RH) vai depender do volume urinário residual. Em geral, somamos 500 mL a esse valor. Já os pacientes anúricos, ou seja, que não urinam, necessitam de uma limitação mais rigorosa, pois todo o líquido ingerido fica retido nos tecidos corporais até ser removido na sessão de diálise”.

É importante ressaltar que o excesso de fluido não eliminado pode causar inchaço, sobretudo, nos pés e tornozelos, água no pulmão (edema pulmonar), falta de ar e aumento na pressão arterial, exigindo um maior esforço do coração, segundo a profissional.

Dicas para não passar sede no verão

A quantidade máxima de bebida que deve ser ingerida pelo paciente renal, independentemente da estação, necessita ser calculada, de forma individual, por um nutricionista e/ou médico nefrologista. Mas, segundo Fabianny, existem algumas técnicas capazes de ajudar a diminuir a sede no verão. Confira a seguir:

  • Tome pequenas porções de água ao longo do dia, dando preferência à temperatura fresca ou gelada;
  • Não utilize canudo, para que ocorra maior hidratação da mucosa bucal e diminuição da sede e da xerostomia (boca seca);
  • Faça bochechos com água gelada (sem engolir) e molhe os lábios;
  • Evite  alimentos com sal/sódio;
  • Reduza a ingestão de açúcares;
  • Escove os dentes.


Verão e a alimentação

A alimentação do paciente renal em hemodiálise é orientada conforme as alterações nos parâmetros bioquímicos, ou seja, nos exames. Portanto, é preciso ter cautela e seguir as recomendações  do nutricionista.

“De forma geral, costumo dizer que a palavra-chave é ter equilíbrio. É  necessário manter uma dieta adequada e individualizada, e ter atenção aos excessos para não haver um crescimento do ganho de peso interdialítico (GPID)”, finaliza a nutricionista.

Siga as orientações do seu nutricionista  e os cuidados diários para manter a sua qualidade de vida.

Saiba mais sobre a nossa rede de clínicas.

Cuidados que o paciente renal deve ter durante o verão (Imagem: Freepik)