Pular para o conteúdo

Preservação do meio ambiente é foco de ações da Fresenius

| Notícias locais

No próximo dia 05 é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, a data é comemorada há 50 anos e é um momento oportuno para repensar as práticas sustentáveis. A Fresenius compreende a relevância de adotar iniciativas amigáveis à natureza, por isso  desenvolve diversas medidas em prol da sustentabilidade, tanto na sua fábrica, em Jaguariúna, quanto em suas clínicas.

Segundo Bruno Almeida, Coordenador de EHS & Facilities, todas as iniciativas colocadas em prática na companhia possuem como base os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), elaborados pela Organização das Nações Unidas (ONU). 

Ações de preservação dentro das fábricas

Com o foco nas áreas hídrica, elétrica e de resíduos, o corpo técnico de engenharia e utilidades da Fábrica de Jaguariúna implementou estratégias para o reaproveitamento de água de rejeitos e criou tecnologias para reduzir o consumo de energia. Todos os processos estavam alinhados com a conscientização realizada pela área de EHS aos colaboradores sobre o descarte correto do lixo e a redução do consumo de água e energia elétrica na planta.

De acordo com Bruno, a fábrica foi reestruturada para que houvesse um upgrade no sistema de reuso, assim, foi possível dobrar a capacidade de reaproveitamento de água e implementar o abastecimento a partir de poços, diminuindo o consumo de água da rede pública da cidade de Jaguariúna.

No quesito elétrico, foi feita a implementação de automação nos compressores para a redução de consumo e instalação do sistema de acendimento automático em um dos setores. “Além disso, 50% das lâmpadas convencionais (fluorescentes) foram substituídas por opções em LED, melhorando a luminosidade dos ambientes e reduzindo o gasto energético”, pontua o profissional.

Um dos maiores problemas em relação à degradação do meio ambiente são os resíduos. A Fresenius, enquanto uma empresa atuante na área da saúde, tem cuidado redobrado em como descartar o lixo produzido.

“Todos os volumes de resíduos perigosos são encaminhados a empresas devidamente licenciadas e que transformam tal material enviados em energia, utilizada em fornos de cimento. Além disso, internamente, a unidade não promove mais a compra de sacos plásticos para descarte, pois, atualmente, reaproveitamos nossas embalagens primárias descartadas nos processos”.

Iniciativas nas clínicas em prol do meio ambiente

Nas unidades de diálise da Fresenius também estão em execução medidas sustentáveis que colaboram tanto com a preservação do meio ambiente, quanto com a redução de custos operacionais.

Segundo Rafael Peçanha, Gerente Regional de Operações Clínicas, há três ações em vigor voltadas ao consumo de energia. “Substituição de todas as lâmpadas eletrônicas por opções em LED, instalação de sensores de presença em quase todos os ambientes e fotocélulas nas áreas externas das clínicas”, pontua.

Com o objetivo de reduzir os custos de operação das gerências e clínicas, Rafael criou o Projeto de Eficiência. Segundo ele, a partir dessa ação, todos os gestores devem ter um monitoramento individual na redução das contas de energia após a substituição das lâmpadas e instalação dos sensores.

Além da questão energética, há a preocupação com a reutilização da água após o tratamento de hemodiálise. Assim, dos 400 litros destinados às quatro horas de sessão, a Fresenius faz o reuso de 60% da água descartada em descargas de vasos sanitários, lavagem de calçadas e limpeza geral.

Saiba mais: Eficiência ecológica também é parâmetro de qualidade nas fábricas FME