Websites de outros países:

Um modelo bem-sucedido produzido em série

Mais da metade das máquinas de diálise usadas em todo o mundo são fabricadas pela Fresenius Medical Care

A história das modernas máquinas de diálise teve início nos anos 70 com a pergunta: Como tornar um tratamento altamente especializado, disponível somente a algumas pessoas, em um salva-vidas produzido em série? A pergunta se tornou uma visão. E a visão se tornou uma história de sucesso que hoje possui 8.000 peças – a incrível quantidade de componentes que fazem parte de uma moderna máquina de diálise da Fresenius Medical Care.

O primeiro modelo de máquina de diálise foi a mais vendida do mundo na época. Desde então, a Companhia expandiu sua liderança com os modelos subsequentes: nos últimos anos, a Fresenius Medical Care vendeu aproximadamente cinco vezes mais máquinas de diálise no mundo todo do que seu concorrente mais próximo. Desde o início, o objetivo maior de desenvolver máquinas de diálise era tornar a terapia segura, amigável e acessível para o maior número possível de pacientes. Quando a Fresenius Medical Care iniciou a produção em série dos primeiros equipamentos em 1979, o tratamento estava disponível a menos de 10.000 pacientes em todo o mundo. Agora, mais de dois milhões de pessoas no mundo passam por tratamento de diálise; aproximadamente uma em cada duas é tratada com um produto desenvolvido e produzido pela Fresenius Medical Care.

Produção de máquinas de diálise

Funções-chave da máquina de diálise

A máquina de diálise bombeia o sangue do corpo do paciente para o dialisador – também chamado de rim artificial – por meio do sistema de linhas de sangue. No decorrer da sessão de tratamento, que dura de quatro a cinco horas, são bombeados até 120 litros de sangue pelos tubos – isso equivale a muitas vezes o volume total de sangue de um paciente. No dialisador, um fluido para diálise absorve as toxinas e o excesso de água filtrada do sangue, e os remove usando um ciclo à parte. Ao mesmo tempo, a máquina libera e administra medicamentos para evitar a coagulação sanguínea, além de coletar dados durante o tratamento, que vão desde a pressão do sangue até a temperatura do dialisato. Os recursos de segurança da máquina também foram continuamente aprimorados e automatizados: a máquina agora reconhece mudança nas funções corporais do paciente durante a diálise. O mesmo se aplica aos problemas técnicos: se um tubo vazar, ou se a hidráulica não funcionar suavemente em uma área específica, a falha é exibida imediatamente no monitor e o tratamento é interrompido automaticamente.

Produção de máquinas de diálise

Liderando a produção de máquinas de diálise

As fábricas da Fresenius Medical Care também progrediram gradualmente. Considerando que produziu exatamente 36 máquinas em 1979, a fábrica de Schweinfurt, na Alemanha, agora fabrica dezenas de milhares. Isso ocorre graças a um grande número de fases de produção inteiramente automatizadas, por exemplo, na fabricação de válvulas solenoides altamente sensíveis, um componente-chave do circuito hidráulico. Agora a Fresenius Medical Care não produz máquinas de diálise somente em Schweinfurt, mas também especificamente para o mercado norte-americano em sua fábrica-irmã em Concórdia, Califórnia.

produção de máquinas de diálise

Máquinas de diálise do futuro: compactas e móveis

O maior objetivo ainda é o mesmo: garantir que, um dia, toda pessoa que precisa de tratamento de diálise o tenha. Já há sinais de que o tratamento está se tornando mais compacto e móvel. A Fresenius Medical Care está trabalhando em soluções completamente novas, como o PAK – abreviação de Rim Artificial Portátil (do inglês Portable Artificial Kidney). Essa máquina, do tamanho de uma sacola de compras, redefinirá as possibilidades da diálise: os pacientes podem transportá-la no carro, quando quer que precisem, e ela requer apenas seis litros de água encanada para uma sessão de diálise. Máquinas convencionais, com instalações permanentes, necessitam de até 200 litros de água especialmente preparada por tratamento. O que teve início como uma visão, agora é um sucesso produzido em série. Enquanto levamos mais de três décadas para construir as primeiras 500.000 máquinas de diálise, as últimas previsões sugerem que a máquina de número 1.000.000 será entregue até 2020.

producción de máquinas de diálisis

Conteúdo relacionado